Os dez melhores bares ou pubs de Nova York

Em Nova York é expressamente proibido o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas. Mas isso não é problema algum para quem gosta de beber, pois existem diversos bares e pubs espalhados pela cidade onde, no seu interior, pode-se beber à vontade. Ficamos aqui um pouco mais restritos à Manhattan e passaremos pelos mais diversos e variados lugares que todos os adeptos desse tipo de local irão adorar sem dúvida alguma.

1. Mulberry Project
149 Mulberry St, Little Italy
Ao entrar no Mulberry Project você quase imagina ver Frank Sinatra acompanhado de uma bela dama. O bar fica quase que praticamente escondido, podendo ser visualizado apenas por uma porta vermelha pouco identificável. Estar em posse de um GPS pode ser extremamente necessário para se localizar. O lugar é sexy e frequentado por pessoas chiques. Se você não tiver certeza do que irá pedir, é só dizer ao atendente um pouco sobre você que ele, ou ela, irá trazer algo que sem dúvida lhe agradará. Diversas linhas do metrô passam na região, as mais acessíveis são a verde e amarela, podendo descer na estação Canal St.

2. Fat Cat Billiards
75 Christopher St, West Village
Jogos de tabuleiro, bilhar, ping pong. Não há nada que o Fat Cat Billiards não possa oferecer. Se você não for nenhum defensor de janelas, basta aguardar um pouco na fila e logo descer as escadas para esse underground da diversão. Lá dentro do porão será possível apreciar as melhores apresentações de jazz que possam ocorrer ao longo de uma semana inteira. A linha vermelha do metrô passa bem próximo do local e voc~e pode descer na estação Christopher St.

3. The Wren
344 Bowery, East Village
Bebidas deliciosas e inovadoras, porém caras. Se você não for nenhum magnata das finanças, certamente não estará em condições de frequentar este lugar muitas vezes. As melhores pedidas fiam em torno do Wren-quila, que é uma margarita temperada com tequila, ou o old-fashioned. O local também fica disponível para ser alugado para festas privadas. Diversas linhas do metrô passam nessa agradável região de Manhattan, pela linha seis verde você desca na Bleecker St. e

4. DBA
41 1st Avenue, East Village
Atendentes ranzinzas, menu inconstante e fim de semanas absurdamente lotados. Mas existe um algo a mais que mantém essa joia com visitantes retornando regularmente. Pode ser um extenso menu de cervejas, whisky raros ou um pátio ao ar livre que atrai multidões. Talvez tudo isso e um charme que é difícil achar em outros lugares. Fica bem próximo ao The Wren.

5. Ace Bar
531 E 5th St, East Village
A maioria dos bares de Nova York mal pode receber sua clientela habitual sem causar claustrofobia na maioria das pessoas. Esses minúsculos lugares ainda conseguem ficar mais apertados com encaixam mesas de jogos, games e distrações em geral. E é exatamente isso que o Ace Bar faz de melhor, incluindo ainda a melhor jukebox de Nova York. Fica praticamente na sequência do The Wren e do DBA.

6. Mr. Purple
Hotel Indigo, 180 Orchard St, East Village
Este bar fica posicionado no 15º andar de um hotel e é o mais novo queridinho de Lower East Side. Aqui tem até uma piscina. Hóspedes podem apreciar o melhor da região, incluindo um cardápio completo de queijos. Cocktails clássicos e sucos com frutas espremidas à mão. O East Village é praticamente a capital dos bares de Nova York.

7. Bar 169
169 E Broadway, Two Bridges
Um refúgio em Chinatown para tomar decisões erradas na vida. Enquanto isso aprecie as dançarinas que ficam lhe implorando um dólar enqaunto balançam seus quadris suavemente. O grunge dos anos 90 voltaram e manterão você voando ao longo da noite. O lugar perfeito para o fim de um jornada em Nova York. Alcançando a linha laranja do metrô você pode seguir tranquilamente até a estação East Broadway, no sentido Downtown, ou seja, em direção à ponta da ilha.

8. Bleecker Street Bar
56-58 Bleecker St, East Village
Um dos poucos lugares espaçosos. Bilhar, dardos e atendentes que dificilmente se lembrarão de você na próxima vez. É um lugar perfeito para quem gosta de assistir esportes na TV dentro de um bar. Novamente lá, no East Village.

9. American Trash
1471 1st Avenue, Upper East Side
Bebidas baratas, uma multidão de motociclistas e um barman que parece congelado no tempo. Essa é a receita de sucesso do American Trash, um lixo americano que vale uma visita se você estiver pela região, mesmo que seja apenas para ouvir alguma músicas na jukebox. Fica localizado naquelas bandas do Central Park, siga a linha seis verde do metrô até a estação 77 St.

10. The Sparrow Tavern
24-01 29th St, Astoria
Misturando bebidas com comida e buscando uma forma mais saudável de ingerir alimentos, o The Sparrow Tavern é um local onde você poderá ir com seus pais. Saindo um pouco de Manhattan, a linhas amarela N e Q do metrô chegam até lá na estação Astoria Blvd.

E-book Roteiro Ilustrado de Nova York

Nova York, fotos de Nova York, roteiro de nova york, viagem para nova york, dicas de nova york
Se você pretende viajar para Nova York em breve, ou mesmo se apenas sonha em visitar uma das cidades mais lindas do mundo, esse livro virtual no formato e-book foi feito especialmente para você. O e-book "Nova York - Roteiro Ilustrado" leva você direto para Manhattan, para conhecer o que existe de mais bonito na Big Apple. Este é um dos melhores livros de fotografias virtuais sobre a cidade de Nova York, com imagens profissionais capturadas de forma precisa, trazendo para a tela do seu computador toda a beleza e magia que só a cidade de Nova York pode proporcionar.

O e-book "Nova York - Roteiro Ilustrado" é uma verdadeira viagem pelos principais pontos turísticos da cidade de Nova York através de belíssimas fotografias especialmente selecionadas e editadas para o livro. Esse passeio mostrará para você todos os principais lugares de Manhattan que jamais poderão deixar de serem visitados, seja na sua viagem turística que está programa, ou seja naquele sonho que você guarda para realizar um dia. Este livro, com suas belas imagens, podem antecipar o seu desejo ou torná-lo ainda mais vivo.

Com este e-book suas preocupações acabam. Você terá adquirido um roteiro padrão turístico essencial para poder explorar Nova York da melhor forma possível, não deixando de ver cada um dos seus principais atrativos. O livro, mesmo sendo feito essencialmente com fotografias, não deixa de trazer muitas coisas para serem lidas. Em cada ponto turístico você recebe várias dicas de qual linha do metrô utilizar, a localização das ruas e avenidas e ainda outros locais próximos para serem explorados também.

Comprando o e-book "Nova York - Roteiro Ilustrado" você irá descobrir, por exemplo, quais seriam os melhores horários e em quais prédios subir para ter um visão aérea de toda a ilha. Subir no Empire States durante o dia ou á noite? Encontre no livro esta resposta. Além de algumas dicas preciosas sobre museus, você também poderá encontrar muitas curiosidades sobre Nova York e também algumas histórias interessantes, como o Crash da Bolsa de Valores de 1929. Essas informações sem dúvida colocarão Wall Street no seu roteiro de viagem.

Não deixa de comprar agora mesmo o e-book "Nova York - Roteiro Ilustrado", e tenha um guia completo da cidade de Nova York com belas fotos, dicas, curiosidades e histórias incríveis.

Dez grandes segredos de Nova York

Quem viaja para Nova York, principalmente quando faz uma viagem de curta duração ou está indo pela primeira vez, tem mais do que a obrigação de visitar os pontos turísticos mais comuns. Fazer aquele roteiro padrão, com Central Park e Estátua da Liberdade. Empire States e Times Square. São lugares repetitivos e cheios de turistas, mas são lugares maravilhosos que você precisa ir uma ou duas vezes na vida, talvez muito mais se você for igual a mim e gostar muito. Mas Nova York tem muitos outros lugares e coisas escondidas, Nova York também possui grandes segredos.

Sejam eles lugares, dos quais você poderá ver ou não, entrar ou apenas imaginar. Quem sabe ver, ou ainda tocar. Podem ser coisas que muitas vezes passariam desapercebidas se não soubéssemos de sua existência. Pode ser um segredo que te deixará surpreso. A seguir vamos descobrir dez grandes segredos de Nova York, coisas que até mesmo muitos morados locais não sabem que existem.

1. A estação de metrô escondida no City Hall
O metrô de Nova York é um dos sistemas de transporte mais abrangente dos Estados Unidos, e agora ele ainda permite que você viaje de volta no tempo. A estação de metrô que fica debaixo do City Hall ficou inativa por quase 69 anos, depois de ter sido fechada para seu próprio bem em 31 de dezembro de 1945. A estação é uma maravilha arquitetônica no subsolo, com tetos altos e decorados, cobertos de telha antiga e vidro que deixa inundar o espaço com a luz natural que vem de cima. Foi selada como uma cápsula do tempo desde então, mas você pode vê-la com seus próprios olhos (de dentro de um vagão do metrô). Para fazer isso você deve tomar o metrô da linha 6 verde até a estação Brooklyn Bridge / City Hall (que é a última parada no sentido sul), mas não saia de dentro do trem. O trem irá fazer uma meia volta em torno do City Hall, e você terá então uma visão da estação que seria impossível fazer de outra maneira. Até recentemente era proibido ficar dentro do vagão, mas isso acabou e agora é possível ver essa joia, as luzes da estação estão sempre acesas, justamente para que se tenha uma visão ainda melhor deste que é um dos grandes segredos da cidade de Nova York.

2. Whispering Gallery no Grand Central Terminal
O Grand Central Terminal tem muitos segredos e, um deles é a Galeria Whispering, uma das suas mais românticas. Localizado em frente ao Bar & Restaurante Oyster, esse arco nas paredes formado pelas colunas de sustentação possui uma propriedade acústica mistificadora: Quando duas pessoas se posicionam nos arcos diagonais simetricamente posicionados, se viram para a quina da parede e começam a falar ou sussurrar, é possível que uma escute o que a outra diz. Dizem que a lenda do jazz Charles Mingus pediu a mão de sua esposa em casamenta dessa maneira. A popularidade da galeria Whispering aumentou quando ela disse sim. É claro que se trata de ondas sonaras caminhando pelas paredes, mas mesmo assim é algo interessante que não se vê todos os dias em qualquer lugar, só mesmo se conhecer os segredos de Nova York.

3. Rooftop Gardens no Rockefeller Center
O Rooftop Gardens são alguns dos mais belos jardins em Nova York, muitas vezes localizados bem acima do alcance de nossos olhos. O Rockefeller Center, por exemplo, mantém cinco desse espetaculares jardins de cobertura que foram originalmente feitos pelo paisagista Inglês Ralph Hancock, entre os anos de 1933 e 1936. Esses jardins, que ficam localizados em edifícios diferentes de todo o complexo, foram fechados em 1938, mas três deles ainda podem ser vistos a partir do "Top of the rock", no deck de observação. Para quem tiver o privilégio de ir a um evento no "Rockefeller Center 620 Loft", poderá ver um desses jardins que se conecta com o ambiente ao ar livre do espaço.

4. Restos do Muro de Berlim
Fica localizado na entrada, ou átrio, do edifício de escritórios no número 520 da Madison Avenue e é uma parte inesperada da história. Cinco secções do Muro de Berlim, no total medindo quase quatro metros de altura e seis metros de comprimento, estão em exposição com o trabalho deslumbrante dos artistas alemães Thierry Noir e Kiddy Citny. O lado oposto da parede, no entanto, permanece uma laje em cor de concreto, tornando-se apenas um lembrete do clima político opressor na antiga Alemanha Oriental. Este remanescente da Guerra Fria foi comprado em 1990 pelo magnata Jerry I. Speyer (da Tishman Speyer, proprietária do prédio), e exibido no Paley Park, até que foi removido para a restauração e preservação do trabalho em 2015. Quando devolvido foi colocado em exposição, sendo possível visitá-lo sete dias por semana. O prédio ocupa toda uma quadra da Madison, entre as ruas 53 e 54. A entrada está na rua 53.

5. Cemitério Atrás do Bowery Hotel
O Bowery Hotel convida seus visitantes a darem uma olhada na janela de trás do hall de entrada, onde muitas vezes você irá admirar o gramado verde e tranquilo, localizado atrás do edifício. Poucos percebem, no entanto, que estão realmente vislumbrando um cemitério escondido. Parte da confusão se dá porque os falecidos são enterrados em cofres de mármore subterrâneos e marcados por placas, e não lápides, pregadas na parede. Fundado em 1830, o New York Marble Cemetery, localizado no que é agora o East Village, é o mais antigo cemitério subterrâneo público e também um dos mais difíceis de encontrar. O portão do cemitério está localizado no número 41 da Segunda Avenida, bem difícil de ser ver. É possível uma visão parcial na rua 2, através das grades e muros. Normalmente está aberto para os visitantes só por algumas horas no quarto domingo de cada mês, de abril a outubro. É preciso fazer um agendamento prévio para visitas.

6. Pomander Walk
Trata-se de vinte e sete edifícios ou casas com portas coloridas, janelas e quadros de madeira enfeitando uma rua fechada que está escondida no Upper West Side, quase que completamente fora da vista de qualquer pessoa que passa pelas ruas 94 e 95. Encomendada por um emigrante irlandês chamado Thomas Healy, a Pomander Walk foi inspirada em uma peça de teatro de Londres. Os edifícios coloridos no estilo Tudor parecem como um filme em miniatura definido em contraste com os arranha-céus que rodeiam a pequena complexa vila. É agora um marco nacional e totalmente bloqueada e fechada, a menos que você seja convidado ou tenha a chave, quem sabe, se procurar bem, pode ter uma visão da calçada, provavelmente a única chance de um vislumbre nos dias de hoje!

7. Meia Avenida e uma cachoeira em Nova York
Quem trabalha nos escritórios próximos já conhece, mas para muitos outros, principalmente turistas, a rua de calçadas conhecida como 6 1/2 Avenue, ou meia avenida, porque é estreita, localizada entre as ruas 51 e 57, está bem escondida e perdida, não podendo deixar de ser considerada como um grande segredo da cidade de Nova York. É vista também como um tipo de fuga da loucura de Manhattan. E não muito longe dali, quase que no mesmo lugar onde fica o muro de Berlin, está uma parede de cachoeira, tipo uma cascata na parede do edifício. Fica no Paley Park, na rua 53 e bem perto do 520 da Madison Avenue.

8. Alice e o país das maravilhas no Central Park
Os sonhos são feitos na cidade de Nova York e o de "Alice in Wonderland" também se tornou real através de uma estátua escondida no Central Park, se entregando perfeitamente aos sonhos de infância! O Chapeleiro Louco, a Lebre e o Gato Cheshire, além do Dormouse e claro a doce Alice estão lá, presentes neste chá da tarde adorável onde todos podem participar como convidados! As pessoas adoram subir na estátua, tirar fotos e apreciar esse que é mais um segredo de Nova York, um dos mais bem guardados, mas nós vamos contar para você onde fica, afinal nossos leitores estão aqui para descobrir os grandes segredos dessa cidade. Não seria um segredo se não fosse difícil de achar, está mais próximo da Quinta Avenida, perto de um pequeno lago. A entrada pela Quinta Avenida é próxima à rua 76, a direção é entre a 75 e 76. Vire à esquerda e em seguida encontrará vários caminhos distintos, tente achar o lago ou lagoa e achará a estátua.

9. Life Underground no metrô
O metrô de Nova York nunca é monótono, mas certifique-se de manter os olhos abertos para ver as estátuas de bronze extravagantes que formam a 'Life Underground', uma série de pessoas de desenho animados em esculturas de animais que ilustram a impossibilidade de entender a vida em Nova York. As estátuas retratam homens de negócios, trabalhadores da construção civil e até mesmo um jacaré de esgoto vestido com uma camisa e gravata. Sua aparição surpresa é certeza para iluminar qualquer viagem subterrânea! As estátuas foram criadas pelo escultor americano Tom Otterness, para serem expostas na estação da rua 14 com a oitava avenida. O projeto acabou se estendendo e ficou pronto apenas dez anos depois, sendo hoje composto por cerca de 170 peças.

10. Roosevelt Island Aerial Tramway
Irá proporcionar uma bela vista para Manhattan e para o East River. Uma grande novidade e para muitos ainda um segredo, passeio de teleférico pelo preço de uma viagem de metrô. Você ainda inclui uma visita à ilha de Roosevelt como mais uma opção de turismo na cidade.